SIGA-NOS NO FACEBOOK!

Alimentos que o nosso bebé não deve consumir até ao ano de idade

Nos últimos anos tem-se assistido a um crescimento da preocupação com a alimentação infantil. Os dados preocupantes resultantes dos estudos levados a cabo pela OMS (Organização Mundial de Saúde) demonstram que a obesidade infantil é a doença pediátrica mais prevalente a nível mundial, estimando-se que cerca de 200 milhões de crianças em idade escolar apresentem excesso de peso, das quais 40 a 50 milhões são obesas.

Relativamente a Portugal, a par com Grécia, Itália e Espanha, mais de 30% das crianças portuguesas entre os 7 e os 9 anos de idade apresenta excesso de peso, sendo que, destas, cerca de 13% apresentam obesidade.

Quando o bebé nasce só se alimenta de leite, materno ou não. À medida que o bebé cresce e vai diversificando a sua alimentação, podem começar a surgir as primeiras dúvidas e dificuldades no que diz respeito à alimentação do bebé.

Normalmente, entre os 4 e os 6 meses, todos os bebés iniciam a diversificação alimentar. As opiniões dos pediatras sobre como começar esta diversificação são variadas. Há os que defendem que é melhor começar pelas sopas e outros que optam por aconselhar as mães a começarem pelas papas (caseiras ou não). E há ainda quem advogue a prática do Baby-led Weaning (BLW). Contudo, independentemente disso, há alguns alimentos que são proibidos antes de o bebé alcançar 1 ano de idade e que, mesmo depois disso, devem ser oferecidos com parcimónia.

São eles:

  • Sal

Se optar por começar a diversificação alimentar pelas sopas, não deve partilhar com o bebé a sopa que habitualmente faz para o resto da família. Os ingredientes da sopa do bebé devem ir sendo introduzidos um a um e não se deve colocar sal. O sal naturalmente presente nos alimentos é o suficiente para o seu bebé e a sua ingestão excessiva pode comprometer o bom funcionamento do sistema renal do seu filho que ainda está em maturação.

 

  • Açúcar

Mesmo que o seu bebé tenha dificuldades a comer a sopa não dê ouvidos a conselhos menos avisados e não coloque açúcar na comida do seu bebé. Aquando da introdução dos iogurtes, opte pelos não açucarados. Hoje em dia já há no mercado algumas marcas com esta preocupação. Se necessário, misture um pouco de fruta triturada par adoçar – sem açúcar. São sobejamente conhecidos os perigos do açúcar: desde as cáries até aos diabetes e ao excesso de peso. Alimentos processados são, igualmente, de evitar o máximo de tempo possível, mesmo para além do ano de idade.

 

  • Mel

Considerado um adoçante natural, é igualmente de evitar antes de o seu bebé completar os 12 meses de vida, exatamente porque também contém açucares que, apesar de mais saudáveis, devem ser evitados. Além disto, o mel pode conter toxinas que o sistema imunitário do bebé, por ser ainda imaturo, pode não conseguir combater.

 

  • Alimentos fritos e fumados

Portugal é um país com tradições que nos ligam ao fumeiro e, em certas épocas do ano, como o Natal, por exemplo, os alimentos fritos abundam na casa da maior parte das famílias. Contudo, se quer proporcionar ao seu bebé uma alimentação equilibrada e saudável, o excesso de gordura e sal presentes nestes alimentos torna-os perigosos para a saúde do seu filho.

 

  • Chocolate

Por mais que lhe apeteça oferecer ao seu filho um pouco do bolo de chocolate que a avó tão bem faz, o açúcar também está presente. Quando crescer, terá certamente muitas outras oportunidades para provar.

 

  • Alimentos suscetíveis de causar alergias (leite de vaca e seus derivados, kiwi, amendoins, morangos ou marisco)

O contacto com estes alimentos demasiado cedo pode provocar alergias e intolerâncias mais tarde. Quando optar pela introdução destes alimentos, vigie a reação do seu filho. Leves erupções cutâneas ou quaisquer alterações no sistema digestivo do bebé podem indicar que será melhor introduzi-los mais tarde.

 

Todas as precauções que aqui referimos não significam, naturalmente, que, no dia em que o bebé faz 1 ano, deva começar a comer tudo aquilo que se evitou até então.

Lembre-se de que os primeiros anos de vida do seu filho são uma janela de oportunidade para lhe incutir bons hábitos. É nesta fase que poderá treinar o seu paladar, optando por alimentos saudáveis e evitando aquilo que, a longo prazo, se revelará prejudicial.

Há que procurar sempre oferecer-lhes uma alimentação equilibrada e, por isso, quanto mais tarde o seu filho tiver contacto com esses alimentos, melhor. Afinal, enquanto não os provar, não lhes sentirá a falta.

 

With love, BBme by Joana Teles

Share this post



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *