OFERTA DE INTERIOR DE BEBÉ EM COMPRAS DE VALOR IGUAL OU SUPERIOR A 100€
FEITO EM PORTUGAL
ENVIOS EM 24H

Primeiro ano do bebé e as etapas de desenvolvimento

26 Junho, 2021

Os primeiros meses de vida do bebé vão passar rápido e você vai sentir falta desta época, que é muito importante e recheada de experiências, que fazem toda a diferença para o futuro do bebé. É neste período que este se desenvolve, aprende e cresce.

 

Para que possa aproveitar esta fase ao máximo e seu filho tornar-se uma criança esperta, reunimos algumas etapas do crescimento que são consideradas as mais importantes. Deste modo, pode ficar de olho para não perder nenhum momento desta idade incrível.

 

Amamentação

Das mais poderosas! Estudos de imagens cerebrais da Universidade de Brown, nos Estados Unidos, descobriram que crianças que mamaram durante pelo menos três meses, tinham até 30% a mais de substância branca – um tipo de tecido cerebral que isola as fibras nervosas e acelera o cérebro. Não amamenta? Não se preocupe, os leites de fórmula também são uma alternativa saudável para o seu filho.

 

Sestas

Não é surpresa que durante o primeiro ano de vida os bebés passem de 12 a 18 horas por dia a dormir. O sono dá ao cérebro do bebé o descanso necessário para abastecer e funcionar com eficiência. Ter um horário para a sesta pode torná-lo mais inteligente.

 

Manter o foco

Quando os bebés interagem com um brinquedo ou livro, estão a tentar entender o que veem, ouvem, sentem e saboreiam. Por outras palavras: estão a aprender. Por exemplo, para um bebé de 3 meses, concentrar-se num objeto durante 15 segundos é demasiado intenso. É como um adulto que tem de se concentrar numa tarefa durante uma hora.

 

Comunicação

Como não sabem falar, os bebés usam o corpo para se comunicarem através de movimentos propositais. Por isto, é comum que eles se expressem com pontapés, a esticar os braços e a movimentar-se.

 

Olhos nos olhos

Segundo pesquisas da Universidade de Iowa, Estados Unidos, aos seis meses de vida as crianças aprendem a trocar olhares. Por isso, olhar nos olhos do seu filho sempre que puder é ótimo, cria um vínculo emocional forte e ajuda-o a absorver informações.  O contato visual faz com que o bebé aprenda a entender melhor o mundo ao seu redor.

 

Atenção

Pesquisas mostram que o carinho e a atenção dos pais é importantíssima para o desenvolvimento cerebral das crianças. Mostre ao seu filho que quando ele chorar, você irá confortá-lo; se ele quiser tentar fazer algo novo, você estará por perto para o encorajar. No fundo: apoie-o nas decisões, console os seus medos e dê-lhe muito amor. Assim, este crescerá sendo uma pessoa boa, mais feliz e confiante.

 

Repetição

Ler um livro várias vezes seguidas pode ser cansativo, mas é desta maneira que os bebés realmente aprendem. Estes tendem a repetir comportamentos até que os dominem.

 

Muito amor

Esmague o seu filho à vontade! Beijar, abraçar, tocar e sorrir são superalimentos para o cérebro dele. Cada demonstração de afeto faz com que a criança se sinta segura, protegida e amada, contribuindo para a sua concentração e aprendizagem.

 

Falar com o bebé

Quanto mais conversar com o bebé, melhor! Tire um tempo para narrar o seu dia, inventar histórias, cantar ou ler um livro ao seu filho. Procure inserir palavras novas aos poucos, assim também está a colaborar para a expansão do vocabulário do bebé.

 

Aprendizagem

Até aos 3 anos, as conexões entre as células cerebrais, chamadas sinapses, crescem num ritmo mais rápido do que em qualquer outro momento da vida. Por isso, quanto mais usadas – ou seja, para falar ou ouvir música, por exemplo – mais forte se torna aquela parte do cérebro.

 

Apontar

Por volta do primeiro ano de vida, o seu filho vai começar a apontar o dedo para conseguir comunicar. No início, será porque quer que você veja o que ele está a ver – e pode ser qualquer coisa. Depois, este vai começar a apontar para coisas que ele queira, como, por exemplo, uma comida específica.

 

Escondidas

Esta brincadeira é uma excelente forma de ensinar a ideia da permanência das coisas, objetos e pessoas. Com isto, o bebé aprende que mesmo quando algo (você, no caso) está fora de vista não significa que não já não existe.

 

Ação e reação

Até mesmo bebés de 8 meses podem mostrar gestos de compreensão. É por volta desta idade que estes começam a entender como uma pessoa se está a sentir. Na prática acontece deste modo: quando um estranho se aproximar, o seu filho vai observar a expressão dele e decidir se deve interagir ou não. Outros exemplos são, se você estiver preocupado(a), o seu filho ficará desconfiado; e se você estiver calmo(a), também ele irá relaxar!

 

Som

Uma aula de música é uma ótima opção para o primeiro ano do bebé. Um estudo canadense provou que as crianças que participam neste tipo de cursos – com instrumentos e cantoria – comunicam-se melhor, sorriem mais e apresentam respostas cerebrais mais sofisticadas comparadas às que são apenas ouvintes.

 

Números

Os bebés entendem o conceito de quantidades diferentes e podem agrupar mentalmente as coisas a partir dos 11 meses. Não que estes sejam matemáticos, mas sabem quando há mais ou menos coisas. São ótimos na procura de padrões. Por isso, a dica é dividir os blocos de brincar por tamanho ou cor durante as brincadeiras.

 

Recarregar energias

Uma criança segura é sinónimo de cérebro tranquilo. Por isso, mesmo que esta continue a chorar enquanto está ao colo, o toque ajuda a acalmar o sistema nervoso. Isto também previne a hormona do stress (o cortisol), que pode interferir no desenvolvimento.

 

Como foi o primeiro ano com o seu bebé? Percebeu algumas destas etapas?

Esperamos que este post lhe possa ser útil.

Partilhe este post com quem achar que pode usufruir e beneficiar desta informação.

Fechar
InstagramPinterest
Esta página utiliza cookies que permitem uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Aceitar
Open chat
Olá, necessita de ajuda?